Luciano Sheikk

[ 0 ] Items
 x 
Carrinho vazio





A História da Literatura em Ponte Nova

A HISTÓRIA DA LITERATURA EM PONTE NOVA, o Projeto da ALEPON, Academia de Letras, Ciências e Artes de Ponte Nova, aprovado e patrocinado pelo Fundo Estadual da Cultura, do Governo de Minas, foi lançado em Belo Horizonte. O evento aconteceu dia 22 de março na Biblioteca Luiz de Bessa, na Praça da Liberdade.  Luciano Sheikk é o pesquisador e um dos organizadores da edição do livro.

A obra aborda a produção literária do importante e histórico município mineiro, Ponte Nova, que surgiu ainda no ciclo do ouro, nas proximidades de Vila Rica e Mariana.

Desde a primeira carta de sesmaria do ano de 1745, aos livros publicados por autores ponte-novenses em 2013, o livro traz ainda movimentos e escritores de expressão histórica e literária nacional, que escreveram nos jornais e revistas de Ponte Nova ou cidades onde residiram ou nasceram. Dentre tantos,

figuram: Milton Campos (Governador de Minas Gerais e Ministro de Estado), Zuenir Ventura (Escritor e Jornalista), Francisco Fernandes (Dicionarista), Caio de Freitas Castro (Editor da extinta Revista Manchete), Mário Bhering (Diretor da Biblioteca Nacional), Ivo Barroso (Tradutor e Escritor), Padre Pedro Maciel Vidigal (Escritor, Deputado Federal). João Bosco (cantor), Nelson Ângelo (Músico e Compositor fundador do Clube da Esquina), além de talentosos autores que não ultrapassaram maiores fronteiras municipais ou estaduais por mero acaso e esquecimento, tão cruéis aos seus valores.

Cantorias das colheitas de café, documentos históricos da primeira edição do Dicionário de Verbos e Regimes, poeta que se suicida por paixão em 1913 (psicografado por Chico Xavier), poemas em recortes de jornais desde 1896, Suplemento Literário com reconhecimento nas capitais mineira e brasileira e outras preciosidades recheiam as 343 páginas do livro, cuja capa foi elaborada pelo artista plástico Ademar Figueiredo.

“Acredito que no interior do Brasil dificilmente encontraremos história literária tão rica”, afirma Luciano Sheikk, que emenda, “Ponte Nova certamente produziu tesouros literários que precisam ser resgatados e redescobertos para todo o país e para os apreciadores da literatura em geral”.

Para a presidente da ALEPON, Wilma Quintiliano, a obra representa fortalecimento na identidade cultural da cidade, provocando uma grande difusão literária, além de inspirar e influenciar as gerações vindouras, bem como abrir novos caminhos para estudos e publicações, mantendo assim, sempre viva a cultura regional de nosso Estado.

Newsletter


Cadastre seu email em nossa Newsletter e receba novidades e informações por email.


 





Luciano Sheikk. Todos os direitos reservados.
Email: lucianosheikk@lucianosheikk.com.br