Luciano Sheikk

[ 0 ] Items
 x 
Carrinho vazio





Sossego: O rato que queria ser morcego

Sonhar sempre nos fascina

O rato sossego queria ser morcego para poder voar. Por isso, pediu a alguém para lhe confeccionar um par de asas e a outro um motor que fizesse suas asas funcionarem. Queria comer mamão maduro lá no alto…queria ser um morcego, ter asas, voar sobre a cidade…
Nem por um momento pensou que os morcegos também têm problemas. E que ser rato não é a pior coisa do mundo…
Em tudo há vantagens e desvantagens, alegrias e constrangimentos, utilidade e ociosidade.
E assim “ O rato que queria ser morcego” nos mostra os dois lados da moeda, os dois modos de viver, os sonhos e a realidade…
O livro de estória de Luciano Sheikk “O rato que queria ser morcego” é muito interessante. Ele nos faz meditar sobre uma porção de coisas importantes; todos nós deveríamos estar muito felizes de sermos como Deus nos fez. Alguns são mais altos, magros, outros gordos, de estatura menor, morenos, louros, negros, mais bonitos ou menos, isso não faz diferença. Todos nós temos qualidades, momentos bons ou defeitos e momentos menos convidativos. Afinal, somos como Deus nos fez; e, isso deveria trazer-nos algum proveito, fôssemos desse ou daquele modo.
Ninguém é totalmente feio ou sem importância; ninguém é maravilhosamente bonito ou de total valor.
Todos nós temos a nossa bondade, nossa beleza interior, nossa inteligência, nossa importância e podemos ser úteis de alguma maneira.
Se hoje não conseguimos fazer algo de grande utilidade, por certo amanhã conseguiremos.
E assim, nunca devemos querer ser mais do que somos. Se nascemos assim, é porque é assim que deveríamos ser, esforçando-nos, isso sim, para melhorar e tentar descobrir em cada um a sua beleza, o seu altruísmo, a sua utilidade.
Todos nós somos bons, pelo menos um pouco, todos nós somos belos, ao menos algo em nós é belo, todos nós podemos ser úteis a alguém.
Se cada um tentar descobrir em si próprio os seus grandes valores, ou mesmo, os seus pequenos valores, o mundo poderá crescer muito em qualidade e nós vamos ter orgulho de nossos atos e de sermos como somos, como Deus nos criou.
Parabéns Luciano Sheikk! Seu livro é bom e nos faz pensar em procurar as nossas qualidades.

Conceição Parreiras Abritta

Contista, poeta, trovadora e escritora infantil com vários livros publicados e muitas premiações. Presidente da União Brasileira de Trovadores de Belo Horizonte.

Newsletter


Cadastre seu email em nossa Newsletter e receba novidades e informações por email.


 





Luciano Sheikk. Todos os direitos reservados.
Email: lucianosheikk@lucianosheikk.com.br